Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/customer/www/osheanicfestival.com/public_html/wp-content/themes/OshinChild/single-programacao.php on line 32

Meditação OSHO Veeresh Kundalini

01/10/2022, 18:00 - 19:00

Esta “meditação irmã” da Osho Kundalini criada por Veeresh (Humaniversity) é melhor praticada ao pôr do sol ou no final da tarde. Estando totalmente imerso no sacolejo e na dança dos dois primeiros estágios, ela ajuda a “derreter” um tipo de rocha do ser, onde quer que o fluxo de energia que foi reprimido e bloqueado. Então essa energia pode fluir, dançar e ser transformada em êxtase e alegria. Os dois últimos estágios permitem toda essa energia fluir verticalmente, mover-se para cima em silêncio. É uma forma altamente eficaz de se soltar no final do dia.

Osho sobre como Sacolejar:

“Se você estiver praticando a meditação kundalini, permita o sacolejo o chacoalhar – Não o faça! Fique quieto, sinta ele chegando, e quando o seu corpo começa a tremer um pouco, ajude-o, mas não o faça. Aproveite, sinta-se feliz com isso, permita isso, receba-o, acolha-o, mas não o deseje!.

“Se você o forçar, ele se tornará um exercício, um exercício corporal físico. Então o sacolejar estará lá, mas só na superfície. Ele não vai penetrar você. Você permanecerá sólido, uma rocha, petrificado por dentro. Você vai permanecer o manipulador , o fazedor, e o corpo só vai estar o seguindo. O corpo não é a questão, você é a questão. “Quando eu digo sacoleje, chacoalhe eu quero dizer a sua solidez, seu ser petrificado deve agitar as próprias fundações, por isso torne-se fluido, líquido, derreta, flua. E quando o ser petrificado se torna líquido o seu corpo o seguirá. Então, não há nenhum sacolejador, apenas o sacolejar;. então ninguém está fazendo isso, está simplesmente acontecendo então, o fazedor não é mais.

“Aproveite, mas não o deseje. E lembre-se, toda vez que você deseja uma coisa você não pode apreciá-la. Eles são reversos, opostos;… eles nunca se encontram. Se você deseja uma coisa você não pode apreciá-la, se você gosta de uma coisa você não pode desejá-la.” Osho